Pós-Doutorado (Universidade de São Paulo ESALQ/USP/SP)

Tendo em vista a amplitude e a velocidade das transformações que caracterizam o atual cenário empresarial e profissional, é possível perceber, claramente, que tanto as pessoas quanto as organizações têm buscado, permanentemente, patamares superiores de desempenho como forma de permanecerem vivas nesta nova arena competitiva. O mesmo acontece no setor sucroalcooleiro, cuja expansão de sua importância, em âmbito nacional e internacional, é facilmente identificada e comprovada. Este novo panorama gerencial faz com que as indústrias sucroalcooleiras no Brasil tenham que se adaptar às novas regras e patamares de competição global. A região da Nova Alta Paulista vem recebendo nos últimos anos diversos aportes financeiros, por meio da instalação de novas indústrias e de aquisições de unidades já existentes e com tradição regional. Várias usinas têm aumentado seus investimentos no estado e, particularmente, na região da Nova Alta Paulista (oeste do estado), vislumbra-se novas formas de controle do capital, evidenciadas pela ação empresarial engajada em diferentes níveis de desenvolvimento técnico, produtivo e organizacional. A região é considerada, atualmente, de grande importância para a expansão da cultura de cana de açúcar e das agroindústrias processadoras da respectiva matéria-prima. Essas novas unidades demandam, para conseguirem sobreviver neste ambiente inóspito, modelos de gerenciamento estratégico qualificados e customizados para as suas necessidades. Esta pesquisa fundamenta-se na identificação, no mapeamento e na análise da formação, da constituição e da atual configuração do complexo sucroalcooleiro na região da Nova Alta Paulista, destacando os fatores que influenciaram a escolha pela região, os elementos motivadores de suas decisões e também os modelos e as características de gerenciamento adotados pelas unidades produtivas locais.

Download

2018-11-19T13:07:00+00:00